A FONTANA
SOBRE NÓS

03/10/2017

Com mercado aquecido, mercado imobiliário segue com novas obras

O mercado da construção civil de Criciúma já sente na prática o fim do ciclo de baixa nas vendas. Um exemplo é a Fontana, que já  esta com força total no segundo semestre, com lançamentos e início de obras de novos empreendimentos. A construtora intensifica os trabalhos no empreendimento Monte Cristallo e também no residencial Vitória.


As duas obras têm perfil comercial totalmente distintos, o que confirma que o momento de compras no mercado foi retomado em todos os perfis de consumidor. O Monte Cristallo, localizado em área nobre no centro de Criciúma, com um valor geral de vendas de R$ 70 milhões previstos para a venda de todas as 44 unidades do prédio, onde já foram vendidos R$ 20 milhões. Já o residencial Vitória, que está sendo construído próximo à Via Rápida, no bairro Ana Maria, com perfil mais popular, já teve todas as suas 36 unidades comercializadas.

“Nesta semana já iniciamos a construção das fundações do Monte Cristallo, que tem tido uma ótima aceitação no mercado. Vivemos um momento de queda nas taxas de juros e consequentemente para a compra do imóvel novo,”, explica o presidente da Fontana, Olvacir Bez Fontana. O empreendimento, de alto padrão, 208 metros quadrados privativos, localizado no centro de Criciúma, possui completa estrutura de clube privé, onde a construtora reservou um andar inteiro para a área de lazer, incluindo um salão de festas com 160 metros quadrados anexo ao terraço com mais 104 metros quadrados. O local reserva ainda brinquedoteca com 76 metros quadrados, terraço coberto, solarium, deck, quiosque, piscina com raia e prainha, foyer, cinema, espaço zen e playground. Somadas estas áreas chegam a mais de 1000 metros quadrados.

Essa movimentação tem sido sentida também de maneira geral no mercado de Criciúma, tendo um crescimento significativo das vendas nos últimos meses. No mês de junho foram R$ 28 milhões vendidos, em julho R$ 40 milhões e agosto foram vendido mais R$ 40 milhões. A soma dos imóveis vendidos pelas construtoras chega a 180 unidades vendidas.

Para o presidente da Fontana isso já impacta também nas contratações, que já somam mais de 100 nos últimos meses e devem aumentar até o final do ano. "O pior momento, com certeza, ficou para trás. As vendas do semestre já somam 25% de acréscimo em relação ao mesmo período de 2016 e isso nos anima bastante para continuar lançando novos empreendimentos", finaliza Fontana.



ANA SOFIA SCHUSTER